sexta-feira, 22 de junho de 2012

BALANCE CAPIXABA 27/04/2012

BALANCCAPIXAB27/04/2012

Governador esconde benefício à Ferrous e chancela acordos feitos na Era Hartung - Nerter Samora

O governador Renato Casagrande deu um passo significativo para a manutenção da atual política de incentivos fiscais, iniciada na gestão anterior e alvo de suspeitas em operações. Em entrevista ao jornal A Tribunadessa quinta-feira (26), Casagrande garantiu a permanência dos benefícios e acabou sendo levado a cometer um grave erro: a listagem fornecida pelo setor fazendário esconde o deferimento para a Ferrous Resources, apontada como suposta beneficiária de informações privilegiadas e operações de “lavagem de dinheiro” no governo Hartung.
A reportagem traz uma longa lista com pouco mais de 250 empresas, porém, o nome da empresa ligada ao escândalo chamado de “jabá do ex-governador Paulo Hartung (PMDB)” – citado na decisão do presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJES), desembargador Pedro Valls Feu Rosa, relacionado à ação penal da “Operação Lee Oswald” – não consta entre as contempladas por incentivos fiscais.>>>Ler mais
Ex-secretário de Fazenda de Hartung nega participação em irregularidades

O ex-secretário de Fazenda do ES, José Teófilo de Oliveira, divulgou nota à imprensa na tarde desta sexta-feira onde se defende das acusações feitas pela Polícia Federal e pelo TJES que o apontam em envolvimento com o ex-governador do ES, Paulo Hartung, em esquema de lavagem de dinheiro e compra de terrenos no município de Presidente Kennedy.
A investigação que resultou na Operação Lee Oswald aponta irregularidades também em concessão de benefícios fiscais às empresas Ferrous Resources do Brasil S/A, ZMM Empreendimentos e Participações LTDA e BK Investimentos e Participações Ltda.
No inquérito, o delegado da PF responsável pela investigação, Dr. Álvaro Rogério Duboc Fajardo, destaca que "o esquema passava informações privilegiadas para empresas que compravam terras a preço de mercado para, depois do anúncio de intenções de compra, venderem as mesmas terras com lucros estratosféricos de mais de três mil por cento em alguns casos, numa evidente "moeda de troca" pelos benefícios concedidos".>>>Ler mais
Feriado de 1º de maio deve esvaziar semana no Congresso

O feriado do Dia do Trabalho, na próxima terça-feira (1), deve esvaziar o Congresso Nacional e atrasar os trabalhos da Câmara e Senado.
A maior expectativa é para a próxima reunião da CPMI do Cachoeira, que acontece na quarta-feira, dia dois.
Parlamentares já apresentaram 167 requerimentos à Comissão. São pedidos de documentos sigilosos, convocações de depoentes e solicitações de quebras de sigilos fiscais e bancários.
Nenhum do ES até o momento. O Espírito Santo tem dois membros efetivos, Paulo Foletto (PSB) e Ricardo Ferraço (PMDB).
Entre os depoimentos, os parlamentares fazem questão de ouvir Carlinhos Cachoeira e o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO).
Também estão na lista o sócio majoritário da Delta Construções, Fernando Cavendish; o engenheiro Cláudio Abreu, ex-diretor regional da Delta; o contador Geovani Pereira da Silva, apontado como tesoureiro do esquema de Cachoeira.  >>>Ler mais

Caso Delta: Deputado quer ouvir irmão de sócio de Hartung na CPI do Cachoeira -  Nerter Samora

Único membro da bancada capixaba na CPI do Cachoeira, que tem como um dos alvos os contratos da Delta Construções, o deputado federal Paulo Foletto (PSB) quer incluir os vínculos da empresa carioca com o governo do Estado nas investigações. O socialista cogita a convocação do ex-diretor da Delta Incorporação, um dos braços do grupo, o engenheiro José Maria Oliveira Filho, irmão do ex-secretário da Fazenda e atual sócio do ex-governador Paulo Hartung (OMDB), José Teófilo de Oliveira.Em reportagem do jornal A Tribuna, Foletto admite a possibilidade de solicitar que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) faça um pente fino nos contratos da Delta no Espírito Santo. Ele destacou os dois contratos que a empresa carioca mantém junto à Companhia Espírito-Santense de Saneamento (Cesan), um deles renovado no início desta semana pela quarta vez desde 2009.>>>Ler mais
Sem espaço no cenário político, PT de Vila Velha se une a movimento social 
O vereador João Batista Babá vem trabalhando no fortalecimento de sua candidatura com o movimento social do município de Vila Velha. Isso porque, dentro do PT, já se tem a percepção de que não há espaço no cenário atual para uma aliança do partido.
Depois de deixar a administração atual, o PT não subiria no palanque de reeleição do prefeito Neucimar Fraga (PR). Do outro lado está o ex-prefeito do município Max Filho, que apesar de o PT já ter participado da administração dele no passado, atualmente há um impedimento ideológico para a união, já que Max Filho está filiado ao PSDB.
Outro nome do qual o PT não tem condições de coligar é Rodney Miranda, do DEM, que para os meios políticos estaria diminuindo o ritmo da construção de sua candidatura, diante das dificuldades de aumentar a capilaridade para a disputa. O demista estaria em avançada negociação com o prefeito Neucimar Fraga.
Ainda no campo político, o único caminho para o qual o PT de Vila Velha poderia caminhar é o grupo do deputado estadual Hércules Silveira (PMDB), mas, apesar de seu capital político, da competitividade de sua candidatura, o deputado tem muita dificuldade em convencer o diretório municipal a deixar a prefeitura e apoiar uma candidatura própria na eleição deste ano.>>>Ler mais
Psol realiza prévias para definir candidato a prefeito em Vitória - Renata Oliveira
Neste domingo (29), a partir das 14 horas, a militância do Psol de Vitória se reúne no auditório do Sindsaudeprev, no Centro, para a realização de prévias entre os pré-candidatos Gustavo de Biase e Arthur Moreira. O partido vai escolher quem será o nome do partido na disputa pela prefeitura da Capital.
Para os integrantes da sigla, a tendência é que o partido defina o nome do líder estudantil Gustavo de Biase para a disputa. Mas, independentemente disso, Psol já tem um discurso a ser levado para o pleito, que é apresentar o projeto político revolucionário à sociedade e enfrentar as candidaturas conservadoras já postas.
No encontro, a militância terá a oportunidade de conhecer melhor as duas pré-candidaturas lançadas à prefeitura da Capital. Os pré-candidatos a vereador pelo partido também terão a oportunidade de se apresentar.>>>Ler mais

Nozinho Correia tenta quebrar polarização da disputa em Linhares - Renata Oliveira

Enquanto a classe política volta seu foco para a polarização da disputa eleitoral em Linhares, no norte do Estado, entre o atual prefeito Guerino Zanon (PMDB) e o deputado estadual José Carlos Elias (PTB), o pedetista Nozinho Correia segue construindo sua candidatura, com o apoio do aliado e amigo, deputado estadual Luiz Durão, também do PDT.
O nome de Nozinho é bastante popular e preocupa os adversários, já que sua capilaridade parece grande entre os eleitores. Em entrevista a Século Diário, neste fim de semana, Nozinho, que já foi vice-prefeito do município entre 1989 e 1992, destaca que a população pede por mudanças, após duas décadas de alternância entre Elias e Zanon.
Essa situação, acredita, abre espaço para sua candidatura, já que as mudanças que a população deseja estariam endereçadas a lideranças consolidadas no município e não aos nomes que chegam agora no cenário eleitoral.>>>Ler mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário